Quem poderá me defender?

O site Aquela Passagem recomendou, em post do ano passado, que leitores com queixas a respeito do TAM Fidelidade levassem as reclamações à Folha de S. Paulo. A tese era de que a propaganda negativa na grande imprensa preocupava a empresa. (Sobre o assunto veja abaixo.)

Anúncios

Boechat critica TAM Fidelidade

Hoje, pela primeira vez, ouvi uma crítica ao TAM Fidelidade num grande veículo de comunicação. Na programação matutina da BandNews, Ricardo Boechat denunciou os programas de milhagem, citando especificamente a TAM. Ele destacou que, se antes era comum viajar para a América do Sul com 20 mil milhas, hoje fazer a troca é uma missão quase impossível. Também reclamou da freqüência de casos em que as empresas afirmam não ter mais assentos de milhas disponíveis e, ao mesmo tempo, oferecem lugares pelo dobro ou mesmo o triplo da milhagem “padrão” exigida. Outro ponto abordado foi o passivo (dívida) que as milhas representam para as companhias.

No comentário, Boechat garantiu que a emissora recebe muitas reclamações de ouvintes a respeito dos programas de milhagem, o que só torna ainda mais curioso o fato de a imprensa, em geral, ignorar os problemas nesse segmento. Eu mesmo já dei entrevista ao portal iG, indicando onde encontrar outros clientes insatisfeitos, mas a matéria nunca foi publicada.


Crise de identidade (2)

Depois do post em que reproduzo informações repassadas por um atendente do Multiplus Fidelidade, o leitor identificado como Leonardo Sartori comentou que, ao contrário do afirmado, não é verdade que seja possível trocar milhas por passagem sem acessar o site do Multiplus.

Recapitulando: a TAM, ou pelo menos o atendente do Multiplus, garante que não é preciso acessar o Multiplus para fazer a emissão de bilhetes usando milhas adquiridas em vôos. Entenda aqui.

Confira o relato do leitor:

Para resgatar as milhas no TAM Fidelidade é necessário, sim, a senha do Multiplus, funcionando normalmente.
Quando eles fizeram a “migração” eles não informaram nosso “código Multiplus”, nem tão pouco a senha. Minha experiência:
– Precisamos do código do Fidelidade e sua senha operantes;
– O código Multiplus é nosso CPF;
– Para solicitar a senha Multiplus (quatro dígitos) é necessário ligar para a central de atendimento (pode ligar para a TAM Fidelidade que eles transferem)
– Eles geram a senha Multip. após conferirem TODO seu cadastro (endereços, telefones residenciais, e perguntam detalhes sobre as últimas aquisições de pontos)
– A senha gerada é enviada para o email cadastrado, mas ainda precisa ser desbloqueada, o que é possível na mesma ligação pelo atendente.
– É bom fazer tudo isso em frente ao computador e acessar as coisas com o atendente orientando.
– Usei o Internet Explorer 8, mas o atendente disse que funciona no Chrome tb;

Obs.: No mesmo contato com o Multiplus, feito em 18/5 (protocolo 1520437045), o atendente assegurou que eu receberia uma resposta à minha queixa de que os dados mostrados no extrato disponível no site do TAM Fidelidade não correspondem à realidade. Já se passaram 10 dias e sequer fui contatado.


Outras queixas

A omissão de informações para facilitar a expiração das milhas é apenas um dos problemas apontados pelos clientes do obscuro programa de duas caras TAM Fidelidade / Multiplus Fidelidade.

Confira exemplos de outros tipos de dificuldade enfrentados (apenas os relativos a milhagem):

– Pontos de vôos da TAM não são creditados.
– Pontos de vôos de empresas da Star Alliance não são creditados.
– Pontos transferidos de cartão de crédito não são creditados.
– Pontos “bônus” de promoções não são creditados.
– Criação de categorias “especiais” para troca de milhas por bilhetes.
– Indisponibilidade de datas e horários para troca de milhas por bilhetes.

Não reproduzo aqui nenhuma queixa em particular por não ter condições de averiguar a veracidade dos fatos relatados. Porém, se você pesquisar no Google ou em sites especializados em reclamações ou viagens (há uma pequena lista ao lado), certamente vai encontrar um número assombroso de ocorrências nas categorias mencionadas acima.


Milhas que somem de outros

Aqui uma situação bem parecida com a minha.


Outros casos (Melhores Destinos)

O Melhores Destinos é um blog especializado em promoções de passagens aéreas – e, por isso mesmo, incrivelmente popular. O próprio site diz que não tem como foco “reclamar de companhias aéreas”. Ainda assim, em outubro de 2010, publicou um post sobre as reclamações de seus leitores em relação ao TAM Fidelidade/Multiplus.

Chama-se “Leitores estão insatisfeitos com o TAM/Multiplus Fidelidade“.

Até hoje foram feitos 214 comentários.


Outros casos (Reclame Aqui)

Toda empresa ou produto pode ser vítima da incompreensão, da desatenção ou mesmo da má-fé de um consumidor. Mas o que dizer de um programa que se tornou uma espécie de unanimidade (negativa) entre os clientes?

Vá ao site Reclame Aqui e digite “Multiplus” no campo de busca.

Talvez, em todas essas centenas de casos, a culpa seja do cliente…

Reclame Aqui: centenas de reclamações contra o Multiplus

Queixas sobre o Multiplus: páginas e mais páginas no Reclame Aqui