Encerrando as operações

A TAM iniciou em dezembro a operação de um avião adesivado com fotos de 10 mil clientes para comemorar os 20 anos do TAM Fidelidade. Infelizmente, como muito discutido aqui, a empresa poderia passar com menos homenagens e mais respeito ao consumidor.

O blog, aberto em abril de 2011 para relatar a péssima experiência com o TAM Fidelidade e o então novo programa Multiplus, aproveita o novo ano para encerrar formalmente suas atividades. Ficam os arquivos e o espaço para quem quiser discutir a qualidade dos serviços prestados pela companhia aérea.

E, claro, fica também a esperança de que o Estado brasileiro deixe de lado o protecionismo – em todos os sentidos – e passe a exigir um tratamento adequado das empresas aéreas ao cidadão brasileiro.


Mais uma da TAM (Fidelidade)

Se você já leu minha história, sabe que, depois de me subtrair pelo menos 25.000 pontos de milhagem, a TAM se tornou minha última opção de companhia aérea.

Ocorre que, às vezes, tento usar as poucas milhas que me restaram, até para não dar mais uma vantagem para essa empresa que tem respeito zero pelo passageiro.

Foi assim que, quase por um milagre, consegui marcar um vôo no trecho Viracopos-Galeão por 4.000 milhas. Paguei as taxas, reservei o lugar e recebi a confirmação pelo email. Tudo uma maravilha… Até que, uns dias atrás, recebi uma SMS avisando que havia ocorrido uma “alteração” na minha reserva.

Para resumir a história, a TAM cancelou o vôo em que eu tinha feito reserva e me passou para um vôo cerca de três horas mais tarde, obviamente sem pedir minha opinião.

E vejam só a cereja do bolo: agora, segundo a atendente da central da TAM (Sra. Maria Rosa), eu não posso mais marcar assento “porque minha tarifa é econômica”.

Entenderam? Eu podia marcar assento quando comprei a passagem (com milhas), mas, já que a TAM me mudou de vôo unilateralmente, não posso mais.

É o jeito TAM.


Não é sopa

Acabei de fazer o que espero ter sido meu último voo por muito tempo pela TAM. Gastei as poucas milhas que a empresa me deixou desde que sumiu com extratos e informações a respeito da minha conta TAM Fidelidade.

A TAM garante que a migração para o Multiplus Fidelidade foi uma grande vantagem para o consumidor. Discordo.

Nesse último voo, fui apresentado a uma novidade que talvez resuma bem o “jeito TAM de voar”, ou de vender gato por lebre.

A empresa lançou um Festival de Sopas. Em vez do tradicional sanduíche quente, o passageiro recebe um maravilhoso copinho de sopa pronta da Knorr, acompanhado de um folheto de divulgação da marca.

A mudança, segundo a TAM, é para oferecer uma opção mais leve aos passageiros de voos noturnos. Ser também uma opção mais leve no bolso da empresa é pura coincidência.

Mas, se uma empresa consegue vender o Multiplus como um grande benefício, convencer o cliente de que um copo de água quente temperada com conservantes é melhor do que um sanduíche vai ser… sopa.


Crise de identidade (2)

Depois do post em que reproduzo informações repassadas por um atendente do Multiplus Fidelidade, o leitor identificado como Leonardo Sartori comentou que, ao contrário do afirmado, não é verdade que seja possível trocar milhas por passagem sem acessar o site do Multiplus.

Recapitulando: a TAM, ou pelo menos o atendente do Multiplus, garante que não é preciso acessar o Multiplus para fazer a emissão de bilhetes usando milhas adquiridas em vôos. Entenda aqui.

Confira o relato do leitor:

Para resgatar as milhas no TAM Fidelidade é necessário, sim, a senha do Multiplus, funcionando normalmente.
Quando eles fizeram a “migração” eles não informaram nosso “código Multiplus”, nem tão pouco a senha. Minha experiência:
– Precisamos do código do Fidelidade e sua senha operantes;
– O código Multiplus é nosso CPF;
– Para solicitar a senha Multiplus (quatro dígitos) é necessário ligar para a central de atendimento (pode ligar para a TAM Fidelidade que eles transferem)
– Eles geram a senha Multip. após conferirem TODO seu cadastro (endereços, telefones residenciais, e perguntam detalhes sobre as últimas aquisições de pontos)
– A senha gerada é enviada para o email cadastrado, mas ainda precisa ser desbloqueada, o que é possível na mesma ligação pelo atendente.
– É bom fazer tudo isso em frente ao computador e acessar as coisas com o atendente orientando.
– Usei o Internet Explorer 8, mas o atendente disse que funciona no Chrome tb;

Obs.: No mesmo contato com o Multiplus, feito em 18/5 (protocolo 1520437045), o atendente assegurou que eu receberia uma resposta à minha queixa de que os dados mostrados no extrato disponível no site do TAM Fidelidade não correspondem à realidade. Já se passaram 10 dias e sequer fui contatado.


Crise de identidade

Depois de certa insistência com os perfis da TAM (@TAMAirlines) e Multiplus Fidelidade (@PontosMultiplus) no Twitter, recebi uma ligação, hoje, do Multiplus. Questionado pelo atendente Jessé, até bastante educado, contei rapidamente minha história de desaparecimento de milhas. A conversa que se seguiu rendeu informações interessantes sobre a estranha relação entre TAM Fidelidade e Multiplus Fidelidade.

Confira os pontos principais e tire suas próprias conclusões:

1. O Multiplus garante, ou pelo menos o atendente garante, que TAM e Multiplus são duas empresas distintas controladas pelo mesmo grupo (TAM).

2. O Multiplus garante que ninguém é ou foi obrigado a migrar para o Multiplus.

3. O Multiplus se classifica como um programa que administra os pontos dos parceiros.

4. O Multiplus garante que quem prefere se limitar a usar os pontos no TAM Fidelidade pode fazê-lo sem problema.

5. O Multiplus garante que não é necessário acessar o site Multiplus para usar o TAM Fidelidade (trocar milhas por bilhetes).

6. O Multiplus reconhece que o extrato emitido no site do TAM Fidelidade não informa mais sobre milhas/pontos expirados ou a expirar.

7. O Multiplus reconhece que, a despeito de 2, 4 e 5, os dados completos da movimentação da conta TAM Fidelidade só estão disponível pelo site do Multiplus.

8. O Multiplus concora que qualquer pessoa que tivesse mais de 20.000 milhas a expirar – e tivesse como se informar disso – trocaria os pontos por qualquer trecho para qualquer lugar.

9. O Multiplus não sabe responder por que o extrato do TAM Fidelidade não traz mais informações sobre milhas expiradas e a expirar.

10. O Multiplus garante que, embora eu não tenha como gerenciar minhas milhas adequadamente pelo site do TAM Fidelidade, meu saldo “correto” é de 16.000 milhas – e, portanto, as outras 25.700 milhas que expiraram sem eu ter como saber foram mesmo perdidas.


Cartão branco

“Estar perto de você é a nossa paixão.”

Um envelope com essa frase estampada só pode carregar uma boa notícia, certo? Não no caso da TAM. A empresa prefere usar a declaração de amor para enviar a um cliente antigo, que viu pelo menos 25.000 milhas evaporarem [leia mais no Sobre], um novo cartão… branco.

Mas espere um pouco: a proposta da estranha transformação do TAM Fidelidade no Multiplus não era tornar mais fácil e simples e vantajoso e supimpa juntar pontos na TAM e seus parceiros?

Ocorre que por razões pessoais (doença na família) nunca voei tanto ao longo dos meus anos de cliente TAM quanto em 2010. E, curiosamente, foi justamente nesse ano que vi meu cartão azul esmaecer e virar branco.

Cartão branco para a TAM

TAM Fidelidade: transformar seu cartão azul em branco é a nossa paixão.

Em outras palavras, ao mesmo tempo em que a TAM lançava um novo programa de fidelidade muito mais vantajoso para o cliente e eu voava mais do que nunca, meus pontos se tornavam insuficientes para a categoria azul.

Só eu acho que há um buraco nessa história? Só eu acho que o Multiplus, na verdade, tornou mais difícil juntar milhas (pontos) e trocá-las por passagens, que, afinal, devia ser seu principal benefício, como programa de milhagem da TAM?

O que você acha?


Milhas que somem de outros

Aqui uma situação bem parecida com a minha.